Mercadante: "Mercado vai se surpreender de novo com a economia brasileira"

Portal Plantão Brasil
18/6/2024 16:33

Mercadante: "Mercado vai se surpreender de novo com a economia brasileira"

0 0 0 0

899 visitas - Fonte: PlantãoBrasil

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, afirmou nesta terça-feira (18) que o mercado financeiro ficará "surpreso" novamente com o desempenho positivo da economia brasileira. “O PIB cresceu ano passado 2,9%. E aí o mercado disse que se surpreendeu. Se surpreendeu que a inflação caiu. Se surpreendeu com a taxa de emprego. Se surpreendeu com o mercado de trabalho. Então, eu acho que vai ficar surpreso de novo, porque os dados são muito fortes, muito consistentes”, disse Mercadante durante conversa com jornalistas, após a realização do seminário “Reconstrução de cidades e mudança climática: experiências internacionais e nacionais para o RS e o Brasil”, na sede do banco, no Rio de Janeiro.

Mercadante destacou a menor taxa de desemprego dos últimos 10 anos e o maior índice de pessoas ocupadas na história do Brasil. Ele também ressaltou o aumento de 6,1% na renda da população nos últimos 12 meses, evidenciando a força do mercado consumidor. "Nós estamos com a menor taxa de desemprego nos últimos 10 anos. A população ocupada é a maior da história do índice de pessoas que estão ocupadas trabalhando. A massa salarial real, o poder de compra do salário, é o melhor da história econômica do Brasil", afirmou.

Sobre a taxa de juros, Mercadante criticou o atual modelo e defendeu a necessidade de mudanças. “Vamos aguardar a decisão e nós vamos continuar trabalhando para ter juros baixos, para a gente poder ganhar competitividade, que é o último fator que nós precisamos. Porque, com todas as melhoras macroeconômicas, nós temos a segunda taxa de juros real maior do planeta”, avaliou.

Ele enfatizou a importância de repensar a política monetária e fiscal para que o Brasil tenha taxas de juros compatíveis com os indicadores econômicos atuais. “Eu acho que nós não temos margem de manobra no curto prazo, no curtíssimo prazo, para alterar essa condição de ter a segunda maior taxa de juros real do planeta, mas não pode continuar assim. Então tem que se debruçar sobre esse tema e repensar o caminho da relação antipolítica monetária fiscal e o Brasil ter juros que sejam compatíveis com as taxas de juros internacionais, principalmente com os indicadores que nós estamos apresentando, que são muito fortes”, concluiu.

Com informações do Brasil247

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians