logo

25/1/2023 13:36

Servidor público denuncia a própria irmã, também servidora, por participação em atos golpistas

0 0 0 0

6002 visitas - Fonte: DCM

Um servidor público decidiu denunciar a própria irmã após receber um vídeo na qual ela aparece no saguão de um dos prédios dos Três Poderes, em Brasília, durante a invasão promovida por extremistas de extrema-direita no último dia 8 de janeiro.

De acordo com informações do UOL, o servidor e parte de sua família são alinhados com pautas da esquerda e apoiaram a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A irmã bolsonarista, por sua vez, viajou de uma cidade na serra gaúcha à capital federal para participar dos atos terroristas.

O homem então enviou um e-mail ao Ministério da Justiça denunciando a própria irmã um dia depois dos apoiadores do ex-capitão invadirem e depredarem os prédios do Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo afirma o servidor, a irmã não foi detida. Ele ainda destacou que não se encontrou com ela e que a mulher não tem conhecimento da denúncia.

Leia o relato:

“Minha irmã, que é servidora pública, disse que estava de férias e contou à família que viajou a Brasília ‘a trabalho’.

Eis que, no domingo [dia 8 de janeiro], ela não apenas mandou no grupo da família no WhatsApp um vídeo dos ataques ao Congresso, como fez uma chamada de vídeo lá de dentro.

Eu estava assistindo ao vivo pela internet [à cobertura dos atos golpistas], quando recebi a ligação dela. Fiquei revoltadíssimo.

Depois que familiares a xingaram como se não houvesse amanhã, ela excluiu o vídeo [do WhatsApp] e ficou sem falar conosco até a manhã de segunda-feira. Voltou à nossa cidade como se nada tivesse acontecido.

Já sabíamos que ela tinha se enveredado por esse lado ideológico, mas jamais imaginaríamos que chegaria a esse ponto.

Minha irmã era uma pessoa trabalhadora, correta, íntegra. Mas ela se transmutou em 4 anos de uma forma que não a reconheço mais. Não a reconheço como irmã. É outra pessoa: mais endurecida, radical, obtusa.

Houve alguma inflexão durante a vida da minha irmã e ela ‘pegou gosto’ por esse autoritarismo reacionário

Pelo menos desde o impeachment [de Dilma Rousseff, em 2016], temos uma série de atritos e ela sempre nos acusou de ‘fanatismo político’.

Na pandemia, me choquei porque ela defendia o kit covid, com cloroquina [sem eficácia contra a doença]. Tivemos uma briga pesada e ficamos um tempo sem nos falar.

Já nas eleições, ela fez campanha, bandeiraços, mas, até onde sei, não foi a quartéis nem participou dos bloqueios nas estradas.

A participação dela nos ataques em Brasília foi surpresa absoluta. Até minha sobrinha disse estar decepcionadíssima com a atitude da própria mãe.

Meu sentimento transita entre a decepção e a tristeza profunda. Não defino como raiva, só tristeza mesmo

Minha mãe, que sempre foi ativista pró-esquerda, está devastada desde então. Meu avô, pai dela, era comunista e chegou a ser preso pela ditadura logo depois do AI-5 [decreto que marcou o período de maior repressão e censura da ditadura militar].

Desde aquele dia, tenho acompanhado o máximo possível de postagens e assistido aos vídeos feitos pelos vândalos, para ver se ela está identificável em algum. Nada até agora.

A denunciei no e-mail do Ministério da Justiça e no do Ministério Público Federal. Infelizmente não consegui juntar vídeos, fotos ou prints. É apenas meu relato, mas, se solicitarem informações da companhia aérea ou dados de geolocalização do celular dela, encontram provas.

Mandei o e-mail de denúncia chorando. É uma sensação muito ruim, de fracasso, ver alguém do seu núcleo mais íntimo com esse perfil, travestido de um patriotismo fajuto.

Sei que isso pode trazer complicações para ela, até no trabalho. Mas crime não tem desculpa e é a Justiça quem tem de decidir.

Se eu tivesse visto um vizinho [em ato golpista], não iria denunciar? Acho que, assim como eu, muita gente por aí deve ter um familiar que tenha participado. Espero encorajar essas pessoas.

Como tenho perfil legalista, gostaria que minha irmã fosse de fato presa e indiciada. Só temo pela saúde emocional da nossa mãe. Quando ela soube que denunciei, ficou apavorada, sem saber o que vai acontecer. Mas eu disse: ‘vamos aguardar’.

Fiz minha parte e espero que as autoridades façam a parte delas.”

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: CPI DO CAPITÓLIO NOS EUA!! EDUARDO B0LSONARO NA MIRA:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians