logo

6/7/2022 15:15

Extrema-direita implode no Reino Unido, com mais 3 ministros de Boris Johnson que renunciam

0 0 0 0

489 visitas - Fonte: G1

Mais três ministros do governo do premiê britânico Boris Johnson renunciaram ao cargo nesta quarta-feira (6). O número de baixas entre os integrantes do governo desde terça-feira chegam a 30.

A debandada ocorre em meio a denúncias de abuso sexual do ex-secretário Christopher Pincher. Jonhson é acusado de saber das condutas do ex-secretário antes mesmo de nomeá-lo (leia mais abaixo).


Ao todo, 5 dos 23 ministros do governo entregaram os cargos, inclusive o ministro das Finanças Rishi Sunak, dizendo que o líder britânico não tem mais a confiança deles e mergulha seu governo em uma crise.

Além deles, outros membros do governo de Johnson, como Bim Afolami, vice-presidente do Partido Conservador, entregaram os cargos. (veja a lista abaixo)

Chris Pincher, responsável pela disciplina de voto parlamentar dos deputados conservadores, renunciou na última quinta-feira (30) depois de ser acusado por apalpar dois homens em um clube privado de Londres conhecido como Carlton Club.


Pincher renunciou ao posto de responsável pela disciplina do partido, mas continua como deputado, o que motivou pedidos de expulsão e de uma investigação interna.

Já nesta terça-feira, um ex-funcionário graduado do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido acusou o gabinete do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, de mentir sobre se ele sabia das queixas anteriores de má conduta sexual feitas contra Pincher.

Muitos dos parlamentares disseram estar cada vez mais frustrados em defender o que alguns dizem ser um governo cheio de escândalos.

As partidas começaram no final da tarde de terça-feira com o secretário de Saúde Sajid Javid.


Confira a lista de renúncias:

-Alex Burghart, Departamento de Educação
-Alex Chalk, Procuradoria-Geral
-Andrew Murrison, membro do Parlamento e representante comercial
-Bim Afolami, vice-presidente do Partido Conservador
-Claire Coutinho, Tesouro
-Craig Williams, PPS do Chanceler
-David Johnston, Departamento de Educação
-Duncan Baker, Departamento de Nivelamento, Habitação e Comunidades
-Felicity Buchan, Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial
-Jo Churchill, Departamento de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais
-John Gleen, Tesouro
-Jonathan Gullis, PPS para Secretário de Estado da Irlanda do Norte
-Julia Lopez, Departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esportes
-Kemi Badenoch, Secretaria de Assuntos Estrangeiros, do Commonwealth e de Desenvolvimento
-Laura Trott, Departamento de Transportes
-Lee Rowley, Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial
-Mims Davies, Departamento de Trabalho e Pensões
-Neil O’Brien, Departamento de Nivelamento, Habitação e Comunidades
-Nicola Richards, Departamento de Transportes
-Rachel Maclean, Secretaria de Assuntos Domésticos
-Rishi Sunak, ministro das Finanças
-Robin Walker, Departamento de Educação
-Sajid Javid, secretário de Saúde
-Saqib Bhatti, PPS para Secretário de Estado da Saúde e Assistência Social
-Selaine Saxby, PPS para Departamento de Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais
-Stuart Andrew, Departamento de Nivelamento, Habitação e Comunidades
-Theo Clarke, membro do Parlamento e representante comercial
-Victoria Atkins, ministra júnior do Ministério do Interior
-Virginia Crosbie, PPS para o Gabinete do País de Gales
-Will Quince, Departamento de Educação


Além das saídas, o premiê enfrenta críticas de parlamentares do próprio partido.

Os legisladores do Partido Conservador, Chris Skidmore e Tom Hunt, apresentaram separadamente cartas de desconfiança ao primeiro-ministro Boris Johnson nesta quarta-feira, enquanto o líder britânico enfrenta pedidos cada vez mais intensos para deixar o cargo.

Skidmore pediu mudanças nos regulamentos do Partido Conservador para pedir outro voto de confiança no primeiro-ministro: "É vital, portanto, que o comitê 1922 reconsidere urgentemente as regras que impedem que um novo voto de desconfiança ocorra".



Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: CPI DO CAPITÓLIO NOS EUA!! EDUARDO B0LSONARO NA MIRA:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians