logo

10/6/2022 19:56

O ministro Barroso deu 5 dias para o governo Bolsonaro explicar as ações de buscas por Bruno Pereira e Dom Phillips

0 0 0 0

417 visitas - Fonte: Portal Fórum

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), estabeleceu um prazo de cinco dias para receber informações do governo de Jair Bolsonaro (PL) sobre as providências tomadas em relação às buscas pelo indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips, desaparecidos desde domingo (5) na Amazônia.

Além do prazo, Barroso fixou multa diária de R$ 100 mil caso a determinação seja descumprida. O governo demonstrou lentidão em adotar medidas que intensifiquem à procura pelos dois.


A intimação foi endereçada à União; ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres; ao diretor-geral da Polícia Federal, Márcio Nunes de Oliveira; e ao presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marcelo Xavier.

“Sem uma atuação efetiva e determinada do Estado brasileiro, a Amazônia vai cair, progressivamente, em situação de anomia, de terra sem lei. É preciso reordenar as prioridades do país nessa matéria”, destacou o ministro na decisão.


Barroso ordenou à União e seus órgãos que adotem, imediatamente, “todas as providências necessárias à localização de ambos os desaparecidos, utilizando-se de todos os meios e forças cabíveis” e que assegurem a segurança na região das buscas, além de apuração e punição dos responsáveis pelo desaparecimento de ambos, de acordo com reportagem de Marcelo Rocha, na Folha de S.Paulo.

A decisão atende pedido apresentado pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib)
As buscas se concentram, agora, em uma área abaixo da “Comunidade Cachoeira”, em Atalaia do Norte, nesta sexta-feira (10). Voluntários afirmaram às equipes responsáveis pela localização que encontraram sinais de escavação às margens do Rio Itaquaí, local onde Bruno e Dom foram vistos navegando.

"A gente não pode dizer que tem vestígio concreto no local, mas vamos verificar a situação para ver se realmente tem algo ali que possa identificar os dois desaparecidos. O relato é de ’terra batida’ [mexida, cavada], como se alguém tivesse cavado algo, enterrado alguma coisa, jogado barro no fundo. Vamos fazer uma varredura no fundo para ver se encontra algo", declarou o subtenente do Corpo de Bombeiros, Geonivam de Amorim Maciel.


Segundo uma testemunha ouvida pela Polícia Civil do Amazonas, Bruno Pereira e Dom Phillips foram vistos navegando perto da Comunidade Cachoeira. No mesmo local e horário, segundo a mesma testemunha, também foi visto o homem identificado como Amarildo da Costa de Oliveira, com uma segunda pessoa em uma lancha do suspeito. Conhecido como Pelado, Amarildo é investigado pelo desaparecimento de Pereira e Phillips.

Plantão Brasil foi criado e idealizado por THIAGO DOS REIS. Apoie-nos (e contacte-nos) via PIX: apoie@plantaobrasil.net

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: CPI DO CAPITÓLIO NOS EUA!! EDUARDO B0LSONARO NA MIRA:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians