logo

12/10/2021 09:38

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga admite interferência de Bolsonaro

0 0 0 0

801 visitas - Fonte: Poder 360

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta 2ª feira (11.out.2021) que está “à disposição” do Senado para mais uma convocação à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid. O colegiado aprovou a convocação do ministro para falar à CPI pela 3ª vez no dia 18 de outubro.



“Sempre estou à disposição. Não só do Senado, mas da Câmara, da Procuradoria da República, do Poder Judiciário, mas sobretudo para o povo brasileiro. Já tive em duas oportunidades [na CPI]”, afirmou em conversa com jornalistas na chegada ao Ministério nesta manhã.

Queiroga disse estar com “consciência tranquila” sobre o trabalho desempenhado pelo governo no combate à pandemia.

“Nas duas oportunidades que estive lá, nós tínhamos uma média móvel de mortos superior a 3 mil e hoje como é que está? A campanha de vacinação no Brasil engatinhava e hoje como é que está? Uma das campanhas mais bem sucedidas do mundo. Nós temos a consciência tranquila e sabemos que estamos cumprindo com o nosso dever”, afirmou.



CONITEC

Queiroga negou ter interferido no trabalho da Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde). O colegiado, que assessora o Ministério da Saúde, adiou na 5ª feira (7.out) a análise de recomendação contra uso do “kit covid”. O tratamento tem ineficácia comprovada contra o coronavírus.

A Conitec retirou de pauta a análise de um relatório com orientação de não usar cloroquina, azitromicina e ivermectina –medicamentos sem eficácia contra o coronavírus, mas defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro.

A CPI deu prazo de 24 horas para o ministro da Saúde esclarecer porque a votação do relatório saiu da pauta de reunião da Conitec. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, atribuiu ao governo o adiamento.



Ao Poder360, o pneumologista Carlos Carvalho negou ter sido pressionado pelo governo para pedir o adiamento da análise do relatório. Ele coordena a elaboração de diretrizes de tratamento da covid-19 para o Ministério da Saúde e afirma que o adiamento foi solicitado para incluir novos estudos sobre possíveis tratamentos.

“Eu que incluí na pauta. O professor Carlos Carvalho já falou publicamente. Tenho outras coisas a fazer do que ficar interferindo em comissões do Ministério. Eu tenho que distribuir vacinas para a população”, disse Queiroga.

Nesta 2ª feira, Queiroga afirmou que Bolsonaro “interfere” no Ministério no sentido de estimular o trabalho do órgão.



“Temos que trabalhar, é essa a recomendação que recebo do presidente. As pessoas [dizem] ‘ah, o presidente interfere’. O presidente interfere sim, pede que a gente trabalhe, pede que a gente dialogue com a sociedade, faça entregas para a sociedade. Vou continuar fazendo isso. Eu sei que estou no rumo certo”, disse Queiroga.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: CPI DO CAPITÓLIO NOS EUA!! EDUARDO B0LSONARO NA MIRA:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians