logo

23/8/2021 16:54

Militares brasileiros serão treinados pelos EUA para lidar com extremistas como o Talibã

0 0 0 0

1857 visitas - Fonte: UOL

A participação de militares americanos em um grande treinamento no Brasil terá a missão de treinar os soldados brasileiros em missões contra forças paramilitares — como o grupo afegão Talibã — em missões de paz designadas pela ONU (Organização das Nações Unidas). Ontem, dois aviões vindos dos Estados Unidos aterrissaram em Mato Grosso do Sul trazendo 50 soldados e dois helicópteros para os exercícios militares.



Este será o quarto ano do Exercício Conjunto Tápio 2021, um treinamento militar brasileiro que em 2021 contará com a participação inédita de soldados americanos.

Além dos dois helicópteros modelo Sikorsky HH-60 Pave Hawk que os Estados Unidos utilizarão no Brasil até o fim do mês, participarão do treinamento outras 30 aeronaves da FAB e 16 unidades de infantaria que saíram das diversas bases do Brasil em direção a Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde os treinamentos acontecem de 16 de agosto a 3 de setembro.

Dentre suas aeronaves, a FAB disponibilizará aviações de caça, transporte, reconhecimento e asas rotativas [helicóptero]. Fazem parte os caças A-1 AMX e A-29 Super Tucano, os helicópteros H-36 Caracal e H-60L Black Hawk; além das aeronaves C-98 Caravan, C-130 Hércules, C-105 E-99 e R-99.



O que os militares vão treinar?

A FAB informa que os exercícios simularão uma guerra. Não se trata, no entanto, de conflitos entre nações. O exercício militar servirá para que a ONU disponha de efetivo brasileiro treinado para quando precisar de auxílio em missões de paz.

Os soldados vão levar ajuda humanitária a regiões em crise, como no passado, no Haiti, mas também treinarão ações de garantia de ordem e paz, soberania e integridade territorial do país ocupado.

Segundo a Força Aérea, os soldados enfrentarão um cenário de uma guerra "não convencional, no qual o combate é contra forças insurgentes ou paramilitares e não entre dois estados constituídos". Esse é o caso do Talibã, que recentemente tomou o poder no Afeganistão assim que os Estados Unidos deixarem o país depois de uma ocupação que durou 20 anos.

A FAB não entra em detalhes sobre os treinamentos. Eles citam missões de ataque, infiltração aérea, busca e salvamento em combate e reconhecimento aeroespacial.

Responsável por comandar o treinamento, o brigadeiro do ar Clauco Fernando Vieira Rossetto afirmou recentemente que o exercício servirá "para a capacitação dos militares e da instituição".



Mostramos a capacidade de operar de maneira integrada, coordenada e harmônica, e que essa característica é necessária para que, em uma situação de conflito, as Forças tenham o domínio dos seus ambientes de interesse e impeçam que o inimigo faça o mesmo."Clauco Fernando Vieira Rossetto

Esta será a primeira participação dos Estados Unidos na operação. Entre janeiro e fevereiro, militares de uma Companhia Paraquedista e o Comando de Operações Terrestres do Exército Brasileiro foram aos Estados Unidos para participar da Operação Culminating — no estado de Louisiana —, outro treinamento aéreo simulando combate.

Na ocasião, o então ministro da Defesa, Fernando Azevedo, acompanhou o início dos trabalhos em solo americano.

"A nossa história começa na 2ª Guerra Mundial. A Força Expedicionária Brasileira ombreou com os americanos, nos campos da Itália, contra o nazifascismo", disse. "Em seguida, uma equipe de paraquedistas pioneiros veio para a 82ª Divisão Aerotransportada colher os ensinamentos da tropa aeroterrestre e iniciou a atividade do paraquedismo militar no Brasil."

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: CPI DO CAPITÓLIO NOS EUA!! EDUARDO B0LSONARO NA MIRA:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians