logo

8/3/2021 09:55

Trumpista venceu licitação para blindagem na Polícia Rodoviária Federal no Brasil

0 0 0 0

5160 visitas - Fonte: O Estadão

A empresa Combat Amor Defense do Brasil, cujo presidente é Dan Beck, um conhecido militante trumpista que participou da marcha em Washington que terminou na invasão do Capitólio, ganhou uma licitação de R$ 11,7 milhões para blindar veículos da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A contratação ocorreu por meio de pregão eletrônico para transformações de viaturas da Superintendência da PFR do Rio. A PRF é subordinada ao Ministério da Justiça.







A Combat Armor Defense também venceu uma segunda licitação no Ministério da Defesa em 24 de novembro de 2020 para a compra de uma caminhonete blindada no valor de R$ 273 mil, mas a reportagem não encontrou no Portal da Transparência informações sobre a assinatura do contrato. A empresa Combat Armor Defense se instalou no Brasil em 2019, em Vinhedo (SP), após a eleição de Jair Bolsonaro.



A empresa Combat Amor Defense do Brasil, cujo presidente é Dan Beck, um conhecido militante trumpista que participou da marcha em Washington que terminou na invasão do Capitólio, ganhou uma licitação de R$ 11,7 milhões para blindar veículos da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A contratação ocorreu por meio de pregão eletrônico para transformações de viaturas da Superintendência da PFR do Rio. A PRF é subordinada ao Ministério da Justiça. A Combat Armor Defense também venceu uma segunda licitação no Ministério da Defesa em 24 de novembro de 2020 para a compra de uma caminhonete blindada no valor de R$ 273 mil, mas a reportagem não encontrou no Portal da Transparência informações sobre a assinatura do contrato. A empresa Combat Armor Defense se instalou no Brasil em 2019, em Vinhedo (SP), após a eleição de Jair Bolsonaro. Beck fez campanha para a reeleição de Donald Trump. Ele é adepto de teorias da conspiração que, sem apresentar provas, alegam que a eleição de Joe Biden foi fraudada pelo Partido Democrata. Também afirmava em janeiro que Trump teria um segundo mandato apesar de ter sido derrotado nas eleições de 2020. Defendia ainda o uso da ivermectina contra a covid-19 e dizia que a maior epidemia do mundo é a de pedofilia e não a causada pelo Sars-Cov-2. O empresário é filho do fundador da empresa, Doyle Beck. Dan Beck esteve presente em Washington, no Trump International Hotel, no dia 5 de janeiro deste ano (véspera da invasão ao Congresso dos EUA) e postou vídeo em suas redes sociais dizendo que havia se encontrado com Rudolph Giuliani, advogado de Trump, e com Michael Lindell, CEO da empresa Mypillow, conselheiro de Trump. Lindell mantém contato com o filho do presidente Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) pelo menos desde 2018. Eduardo estava em Washington naquele dia. Em seu site, a Combat Armor informa que está presente em 30 países. No Brasil, ela pretende vender veículos blindados e blindagens para as polícias estaduais e o Exército. Um de seus principais produtos é uma versão do caveirão, feita por meio da adaptação de uma picape. Ela foi testada pelas polícias do Rio, Espírito Santo e Minas. A direção da empresa demonstra ter interesse nos Bolsonaros - entre as 17 pessoas que o perfil segue em suas redes sociais está toda a família Bolsonaro. A licitação da PRF que deu origem ao contrato com a empresa dos aliados de Trump foi lançada em dezembro passado e finalizada no mesmo mês. Era na modalidade “Pregão Eletrônico”, um tipo de licitação em que o governo apresenta um preço de referência e sai vencedora a empresa que apresenta o maior desconto em relação a esse preço. Mas no caso desta compra específica, não houve desconto. Segundo dados do Portal da Transparência, a Combat Armor Defense venceu dois itens da disputa (que tinha cinco itens) apresentando o mesmo preço de referência, uma vez que não disputou com adversários. Ela levou o principal item, que consistia na adaptação e blindagem de 30 Viaturas Blindadas de Operações Táticas (VBOTs), enquanto os demais itens tinham uma viatura cada. Esse lote estava orçado em R$ 11,5 milhões - o segundo item inclui a reforma de uma viatura com caçamba por R$ 200 mil. A outra empresa que participou da disputa - Linkway Importação e Exportação, com sede em São Paulo - venceu três itens, num valor total de R$ 610 mil. Até 31 de dezembro, a PRF já havia empenhado R$ 11,1 milhões. Foi a primeira vez que a Combat, criada segundo a Junta Comercial paulista em março de 2019, fez negócios com o governo brasileiro. O Estadão procurou representantes da Combat Armor Defense na sede da empresa. Mas ninguém atendeu.







Segundo dados do Portal da Transparência, a Combat Armor Defense venceu dois itens da disputa (que tinha cinco itens) apresentando o mesmo preço de referência, uma vez que não disputou com adversários. Ela levou o principal item, que consistia na adaptação e blindagem de 30 Viaturas Blindadas de Operações Táticas (VBOTs), enquanto os demais itens tinham uma viatura cada. Esse lote estava orçado em R$ 11,5 milhões - o segundo item inclui a reforma de uma viatura com caçamba por R$ 200 mil.







A outra empresa que participou da disputa - Linkway Importação e Exportação, com sede em São Paulo - venceu três itens, num valor total de R$ 610 mil. Até 31 de dezembro, a PRF já havia empenhado R$ 11,1 milhões. Foi a primeira vez que a Combat, criada segundo a Junta Comercial paulista em março de 2019, fez negócios com o governo brasileiro. O Estadão procurou representantes da Combat Armor Defense na sede da empresa. Mas ninguém atendeu.

Clique aqui para entrar no grupo de WhatsApp e receber imagens, vídeos e notícias contra Bolsonaro e o fascismo.



APOIE O PLANTÃO BRASIL - Clique aqui!

VÍDEO: CPI DO CAPITÓLIO NOS EUA!! EDUARDO B0LSONARO NA MIRA:



Se você quer ajudar na luta contra Bolsonaro e a direita fascista, inscreva-se no canal do Plantão Brasil no YouTube.



O Plantão Brasil é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.


Últimas notícias

Notícias do Flamengo Notícias do Corinthians